Público alvo:

 

Pais de crianças de 0 a 10 anos e pais de adolescentes.

 

 

O programa do curso:

Conferência: A difícil tarefa de ser pai e mãe: como educar nossos filhos?

 

Nossa proposta é que sejam convidados todos os pais e professores que atuam na rede para assistirem à palestra de sensibilização. Neste mesmo encontro, propomos que se abram inscrições para os pais que se interessarem pelas vagas no curso. Caso tenhamos mais inscrições do que vagas, podemos selecionar os participantes por meio de um sorteio. É imprescindível que os pais possam escolher participar de um projeto de formação para que, de fato, se sintam responsáveis pela mudança de postura com relação a educação das crianças. Neste momento da palestra, os professores, estando presentes, poderão saber da proposta de formação a pais e de como se tem trabalhado para a inserção da família na educação das crianças

Carga horária total do curso: 20 horas.

 

Tema 1: Quem não tem problemas para educar seus filhos que atire a primeira pedra…

     

Os “casos” que temos e nossas angústias.

     Por que as crianças não obedecem?

     Pais são gente! Sentimos o que sentimos!

 

Tema 2: Como é que temos educado nossos filhos?

     

Como fomos educados? No meu tempo….

     A educação autoritária, a educação por retirada de amor, a educação elucidativa e a educação negligente.

     O que perdemos e o que ganhamos com cada tipo de educação?

      Por que os castigos e punições não resolvem? Ou resolvem… para quem?

 

Tema 3: Como pensam e o que sentem crianças e adolescentes?

     

 O desenvolvimento cognifivo, afetivo, moral de crianças e adolescentes.

      Sentem  o que sentem… como ajudá-los a serem autônomos?

 

Tema 4: Quando as palavras não surtem efeito – o que fazer?

     

 As sanções que são necessárias

      As regras que temos em casa… fazem efeito?

      O limite à intimidade das crianças… estamos respeitando?

 

Tema 5: Para sermos fortes e fortalecer os filhos!

     

Elogiar as ações e não a personalidade.

     Permitir os sentimentos e não as ações

     Dar-lhes escolhas e sanções por reciprocidade.

Tema 6:  Somos responsáveis pela felicidade dos nossos filhos ou por seu caráter?

 

Como se forma pessoas generosas e justas?

Tema 7: Prestar ajuda aos outros

 

      A organização de um programa de apoio dos pais à escola.

© All rights reserved GEPEM 2018